Wednesday, April 08, 2015

Stuff


Sunday, March 15, 2015

These things take (too much) time

Ou slowicide chronicles. Banalizando o Sr. Destouches, ninguém negará como esta merda é lenta, pesada e triste. Nem se pedia que fosse menos pesada ou menos triste. Só mais rápida. A verdadeira crueldade está na lentidão.

Tuesday, March 10, 2015


Friday, March 06, 2015


Friday, February 27, 2015

Sauve qui peut (la vie)



A dita "auto-compaixão" não é mais do que a suposição de uma existência num romance ou num filme. A imaginação de um leitor ou de um espectador, que observa, com empatia e compaixão. E o conforto retirado dessa ideia de se ser uma "personagem" com que outros se podem comover. O que o Dean Martin fulgurantemente percebe no "Rio Bravo" é que tudo isso é, apenas, imaginação. Não há romance. Não há filme. Não há leitores. Não há espectadores. Não há empatia, nem compaixão de espécie alguma. O essencial resume-se a um acto irremediavelmente solitário: salvar a vida. Ou, então, não salvar.

















"Each man 
has a way to betray 
the revolution 
This is mine "



















Wednesday, February 25, 2015

“Dear friend, I have searched all night
through each burnt paper,
but I fear I will never find
the formula to let you die” 

Tuesday, February 24, 2015